“Convocou o resto do mundo para emporcalhar a imagem do próprio país”: jornalista reage contra Bolsonaro que mentiu sobre confiabilidade das urnas

"Convocou o resto do mundo para emporcalhar a imagem do próprio país": jornalista reage contra Bolsonaro que mentiu sobre confiabilidade das urnas

“O mundo está sabendo, a partir de hoje, oficialmente, que o Brasil é uma republiqueta que elege seus dirigentes políticos com urnas fraudulentas. E insiste nessa prática nefasta. Embaixadores de dezenas de países ficaram sabendo hoje, oficialmente, que as principais autoridades do Judiciário estão mancomunadas com fraudes, e que é grave o risco de instabilidade política nas próximas eleições”, este foi o comentário do jornalista apresentador do programa WW, William Waack, reagindo contra as declarações de Bolsonaro (PL) em uma reunião com embaixadores, quando colocou em desconfiança o sistema eleitoral brasileiro.

No editorial do programa, nesta segunda-feira (18), o jornalista criticou a fala do chefe de estado por ter mentido perante o mundo, e ter usado os meios oficiais, o Palácio da Alvorada, a TV Brasil, para propagar informações falsas e atacar os tribunais superiores.

“O próprio presidente da republiqueta se encarregou de denunciar o sistema eleitoral brasileiro para o resto do mundo. Jair Bolsonaro usou o Palácio da Alvorada, a TV Brasil e convocou alguns de seus ministros para um palanque pré-eleitoral. Usou dados falsos e versões já desmentidas para atacar os tribunais superiores e também seu principal adversário político”, continuou.

Para Waak Bolsonaro emporcalhou a imagem do Brasil para o resto do mundo.

“Nada do que Bolsonaro disse é novo, mas conseguiu, hoje, transformar-se no primeiro caso em tempos modernos nos quais um mandatário, chefe de governo e de Estado, convocou o resto do mundo para emporcalhar a imagem do próprio país”, finalizou.

Redação PNB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.