Frequentado restaurante no Jatobá, Petrolina, é flagrado furtando energia suficiente para abastecer 200 residências/mês

Frequentado restaurante no Jatobá, Petrolina, é flagrado furtando energia suficiente para abastecer 200 residências/mês

De acordo com a empresa Neoenergia Pernambuco, o restaurante Juarez Pier Jatobá, localizado na comunidade do Jatobá, em Petrolina, foi flagrado furtando energia elétrica, nesta segunda-feira (25).

Equipes da empresa, em vistoria no estabelecimento, identificou um desvio direto na rede de distribuição de energia elétrica que ligava o estabelecimento.

A instalação fraudulenta no restaurante foi retirada, e, após a regularização do cliente, a energia voltou a ser medida de forma regular, informou a Neoenergia Pernambuco. Toda energia não medida e consumida pelo cliente será cobrada por meio de processo administrativo.

Ainda de acordo com empresa, o volume de energia recuperada com esta ação foi de 24.000 kWh, equivalente ao consumo de cerca de 200 residências por um mês. Além de crime, este tipo de ação prejudica a qualidade da energia para toda a região e pode causar sérios riscos de acidente dentro e fora do estabelecimento.

A Neoenergia informou também que o setor de inteligência da empresa identificou a existência da fraude por meio de cruzamento de dados de energia injetada e consumo dos clientes da região. Uma equipe foi enviada à região e encontrou o furto.

“Este tipo de prática ilegal deve ser combatido, não apenas por ser furto de energia, mas também por caracterizar concorrência desleal, o que leva a uma vantagem indevida frente a outros estabelecimentos”, afirmou o supervisor de recuperação de energia da Neoenergia Pernambuco, Ícaro Bezerra.

Crime

O furto de energia é crime sujeito às penalidades do artigo 155 do Código Penal Brasileiro. Além de acarretar prejuízos à população, a prática representa riscos de acidentes graves. Em caso de denúncias, os clientes podem entrar em contato pelos canais de atendimento da concessionária, sem a necessidade de identificação.

Redação PNB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.