Mãe de uma criança de 3 anos espera há quase um ano por consulta com especialista e questiona agendamento da Policlínica de Juazeiro

Mãe de uma criança de 3 anos espera há quase um ano por consulta com especialista e questiona agendamento da Policlínica de Juazeiro

A moradora de Juazeiro-BA, Carla Lorena, aguarda há quase 11 meses por uma consulta com uma otorrinolaringologista da Policlínica Municipal, para a filha de três anos que sofre com o crescimento da adenoide e precisa fazer uma análise da região com um especialista para que ele indique o melhor tratamento para o problema.

Ao PNB, ela informou que apesar de já ter sido informada da necessidade de uma cirurgia, a criança ainda não foi atendida pela especialista por conta de um erro da equipe da Unidade Básica de Saúde do bairro Maringá.

“Minha filha tem problemas por conta da adenoide e no dia 02 de setembro do ano passado deixei uma guia na UBS do bairro Maringá para que uma consulta com uma otorrinolaringologista fosse agendada na Policlínica. É uma consulta cara e a gente não tem como fazer pela rede privada, e ela precisa desta consulta para ser encaminhada para a cirurgia. Desde que a guia foi deixada na UBS, eu sempre vinha entrando em contato com a equipe do posto para saber se o agendamento já havia sido feito e a resposta era sempre negativa. Hoje estive novamente no posto de saúde e solicitei a guia para tirar uma foto e tentar agendar de outra forma. Foi então que descobri que a guia foi marcada no último dia 10 de junho às 8h30 para ser realizado no dia 27/06 desse ano, às 10h35, há exatamente um mês. Ou seja, eles marcaram e não tiveram a mínima preocupação em avisar, mesmo eu estando na UBS diversas vezes cobrando o agendamento e esperando todo este tempo. Perdemos uma consulta importante por erro deles”, relatou Carla.

A mãe da criança contou ainda que a equipe da UBS atribuiu o erro à Secretaria de Saúde de Juazeiro, responsável pelos agendamentos. Ela cobra ainda providências para a situação.

“Lá na UBS disseram que a guia já retornou da Sesau para o posto com a data vencida. Como isso pode acontecer? Minha filha começou a fazer o tratamento com pouco mais de 2 anos e hoje ela tem três. Por conta das baixas temperaturas, a gente vem sofrendo muito com o problema dela, por isso ela precisa desse atendimento médico especializado com urgência”.

O PNB encaminhou a reclamação para a Sesau. Em resposta, o órgão informou apenas que “a consulta foi agendada pela Policlínica Regional assim que houve disponibilidade na agenda do profissional, seguindo a ordem de agendamento da unidade”.

O órgão, no entanto, não respondeu sobre a falta de aviso à mãe da criança sobre a marcação da consulta.

“Eles precisam corrigir este erro, remarcando a consulta logo, ou terei que esperar mais um ano para que minha filha possa passar pela médica? Falta de comunicação foi da equipe de saúde,” afirmou.

Redação PNB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.