Está em investigação segundo caso suspeito da varíola dos macacos em Petrolina

Está em investigação segundo caso suspeito da varíola dos macacos em Petrolina

Nesta sexta-feira (29) a equipe de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde notificou o segundo caso suspeito da varíola dos macacos na cidade. Desta vez, trata- se de uma turista que está a passeio na cidade, no entanto, seu local de origem possui casos confirmados. A paciente, de 35 anos, está em isolamento em uma unidade hospitalar do serviço privado e o caso dela é estável.

Os testes enviados pela Secretaria Estadual de Saúde já chegaram na cidade e os dois pacientes notificados terão os exames coletados durante o final de semana. De acordo com o diretor de Vigilância Epidemiológica, Acácio Andrade, os dois casos suspeitos não apresentam correlação e as pessoas devem manter alguns cuidados. “Os pacientes estão sob supervisão da Secretaria Municipal de Saúde e as medidas de prevenção são muito importantes neste momento. São elas: lavagem das mãos, uso de máscaras, distanciamento social e evitar usar objetos pessoais de pessoas que apresentem lesão de pele”, explicou.

A varíola dos macacos é uma doença viral e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o período de incubação é geralmente de 6 a 16 dias. A transmissão ocorre por contato com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama.

Ascom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.