Alckmin: ‘Quase 50% dos salários reajustados em julho ficaram abaixo da inflação’

Alckmin: ‘Quase 50% dos salários reajustados em julho ficaram abaixo da inflação’

Após o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apontar que 47,3% dos reajustes salariais ficaram abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em julho, o candidato a vice-presidente da República na chapa de Lula (PT), Geraldo Alckmin (PSB), utilizou as redes sociais, na manhã desta segunda-feira (22), para lamentar o dado.

“Quase 50% dos salários reajustados em julho ficaram abaixo da inflação. Mesmo os empregados estão empobrecendo. Vamos simplificar a vida do empresário e aumentar a renda do trabalhador. Competitividade e valorização do trabalho. Faltam 41 dias. Vamos juntos com Lula”, escreveu o ex-governador do estado de São Paulo.

Ainda de acordo com o levantamento, 31,8% dos reajustes ficaram acima do índice, enquanto 20,8% se mantiveram iguais.

O Dieese afirmou que trabalhadores cujos salários tiveram os menores reajustes no acumulado do ano até julho foram do setor de serviços. Foram 52,6% abaixo do INPC. Reajustes iguais ou superiores ao índice inflacionário foram mais frequentes no comércio, com 69,6%. Na indústria, o percentual chegou a 65%.

Bahia Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.