Mães de crianças diagnosticadas com a diabetes tipo 1 reclamam da falta das fitas medidoras de glicose, em Juazeiro; Sesau responde

Mães de crianças diagnosticadas com a diabetes tipo 1 reclamam da falta das fitas medidoras de glicose, em Juazeiro; Sesau responde

Mães de crianças diagnosticadas com diabetes tipo 1, do município de Juazeiro, no Norte da Bahia, entraram em contato com o Portal Preto no Branco para reclamar da falta das fitas medidoras de glicose, usadas no controle da doença. O material deve ser distribuído aos pacientes de forma gratuita pela Secretaria de Saúde, o que segundo as responsáveis pelos pacientes, não vem acontecendo.

“Sou Mãe de Ana Júlia de 5 anos que tem diabetes tipo 1 e quero fazer uma reclamação sobre a Secretaria de Saúde. Depois que a entrega deixou de ser realizada na sede da Sesau, nunca tem fitas para medir a glicose. Agora a entrega é feita em um prédio no bairro João XXIII.  Depois dessa mudança, o atendimento piorou. Sempre que vou lá, nunca tem as fitas e minha filha precisa dessa assistência, pois diabetes é uma doença complicada e tem um alto custo. O que está acontecendo é um descaso com todas as pessoas que tem diabetes”, declarou Tyala Araújo.

Viviane, também é mãe de um menino de 1 ano e 11 meses, diagnóstico com diabetes tipo 1, e vem enfrentando a mesma situação. Ela ressaltou que sem a fita, os diabéticos não conseguem monitorar os níveis de açúcar no sangue e ficam sujeitos a crises de hipoglicemia e hiperglimecia.

“Meu filho Rael Félix Marques tem diabetes tipo 1 e sempre quando vou pegar as fitas de medir a glicose está em falta.  Ele não pode ficar sem essas fitas, pois é de muita importância na vida dele. Quero pedir mais atenção aos órgãos públicos de Juazeiro sobre a questão da falta das fitas. Está um descanso total para pessoas portadoras de diabetes”, acrescentou.

O PNB encaminhou as reclamações para a Sesau. Em resposta, o órgão informou que  “está no aguardo do recebimento de remessa do material por parte do fornecedor com previsão ainda nesta semana. Em relação ao atendimento, a Sesau realiza treinamento de humanização com a equipe de saúde e vai novamente conversar com todos para manter o bem estar dos pacientes”.

Redação PNB/Foto ilustrativa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.