Coro de “Fora, Temer” toma conta de concha acústica em Salvador.

Coro de "Fora, Temer" toma conta de concha acústica em Salvador.

images-cms-image-000497349
A tão festejada “habilidade política” de Michel Temer, já se viu, resume-se à capacidade de fazer conchavos entre deputados e caciques políticos. Se não fosse assim, ao assumir a presidência com ralíssimos índices de aceitação, a última coisa que deveria fazer seria extinguir o Ministério da Cultura, para acrescentar “mais um” numa conta que –como mostrou a Folha ontem – não significa economia, apenas demagogia.

Ontem, em show de reinauguração da concha acústica de Salvador, bastou um protesto de Carlinhos Brown contra a extinção do Ministério para a platéia – quase toda de jovens – explodir num coro de “Fora Temer”, que você pode ouvir no vídeo abaixo.

Tem tudo para se repetir por toda a parte, embora Temer esteja – depois do erro primário – tentando arranjar uma mulher – daquelas que Eliseu Padinha, seu cupincha fedorento (segundo escreveu Fernando Henrique Cardoso), servem para ser secretárias – que aceite ficar de figura decorativa na área cultural. Marília Gabriela, diz o Glamurama, recusou o convite levado pela menina de recados Martha Suplicy.

Vai ser pior a emenda que o soneto.

 

Por Fernando Brito, no Tijolaço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.