Audiência pública proposta por Zó debate situação da Adutora Caraíba

Audiência pública proposta por Zó debate situação da Adutora Caraíba

Audiência pública em Juazeiro

O deputado estadual Zó (PCdoB), suplente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), participou nesta quarta-feira (18) de uma audiência pública realizada em Juazeiro. Na pauta, a tarifa de água cobrada pela Mineração Caraíba aos produtores e criadores da região.

Além de Zó, proponente da audiência, a reunião contou com a presença do Secretário de Agricultura do Estado, Vitor Bonfim, de representantes da Mineração Caraíba, lideranças políticas, produtores e membros da comunidade em geral.

Acompanhando a situação dessas famílias que dependem diretamente do fornecimento de água da adutora para desenvolver atividades econômicas e em alguns casos, consumo humano, Zó foi enfático ao afirmar que o problema requer parceria das comunidades, empresa e governo.

“São aproximadamente 100 mil pessoas que estão ameaçadas a ter o fornecimento de água suspenso. Neste momento precisamos encontrar medidas emergenciais e firmarmos parcerias, estabelecendo valores justos, com tarifas diferenciadas a cada consumidor”, afirmou o deputado.

Audiência pública em Juazeiro 2

De acordo com o Gerente de Beneficiamento de Minérios e representante da Mineração Caraíba, Jacinto Nunes, a empresa tem interesse em dialogar e encontrar soluções viáveis e rápidas.

Os produtores alegam que com o aumento da tarifa, que antes era R$ 0,17 o metro cúbico e agora custa R$ 0,38 o metro cúbico, a atividade agrícola fica inviável e ação vem gerando demissões nas áreas rurais.

Atualmente, a adutora da mineração fornece água para os municípios de Jaguarari, Andorinha, Curaçá, Monte Santo, Uauá e parte de Juazeiro. Caso seja interrompido este fornecimento, atividades agrícolas seriam prejudicadas o que poderia gerar uma crise econômica na região. Além do cultivo de frutas, também há criação de animais.

Encaminhamentos

Após explanação e amplo debate com falas propositas, alguns encaminhamentos foram decididos, por exemplo, a criação de um comitê permanente com representantes das cidades afetadas. Eles seriam os responsáveis pela elaboração de um estudo técnico e social para uma possível criação do perímetro irrigado da adutora.

Ascom – Deputado Estadual Zó

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.