Torneio leiteiro, competição “Nordestina da raça Anglo Nubiana” e exposição de animais movimentam o quarto dia da Expovale

Torneio leiteiro, competição "Nordestina da raça Anglo Nubiana" e exposição de animais movimentam o quarto dia da Expovale

IMG_20160520_090332538_HDR

Mais de 150 expositores de Caprinos e Ovinos estão participando da décima edição da Expovale, uma realização da Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA) e da ACCOSSF. Com uma programação rica e diversificada, foram realizados na manhã desta sexta-feira (20), o primeiro torneio leiteiro de caprinos e a competição “Nordestina da raça Anglo Nubiana”, reunindo produtores de todo o país.

O torneio leiteiro teve como objetivo, motivar o surgimento de novos criadores de cabra leiteira no Vale do São Francisco, já a competição da ‘Anglo Nubiana Nordestina’ é considerada a segunda maior em importância de raça no Brasil, fomentando a atividade na região. Segundo o médico veterinário, Rodrigo Orzil, um dos juízes da competição, os animais são apurados de acordo com o regulamento.

“Primeiro é obedecido o manancial da raça que é homologado pelo Ministério da Agricultura, padrão controlado pela Associação Brasileira dos Criadores de Caprinos e Ovinos (ABCC) e em seguida é apurada a aparência geral, o equilíbrio entre membros, as características produtivas a exemplo da convexidade em musculatura, dos aprumos e as cunhas leiteiras nas fêmeas”, disse. Na competição os oito primeiros animais classificados foram premiados.

Paralelo às competições, o maior foco do evento é a exposição e comercialização de animais. Para a produtora Claudia Magalhães, da cidade de Parnaíba/Piauí, a estrutura da Expovale é uma das melhores de todo o Nordeste. “Sou produtora de cabras de leite e dos animais que trouxe 50% já foram comercializados. Hoje alcançamos um fortalecimento da bacia leiteira nesta região e participar pela primeira vez do evento, é uma grande satisfação”, declarou. Já o expositor Cícero Jarbas de Curaçá/Bahia, que participa a quatro anos do evento, disse que em todas as edições fez excelentes negócios. “É uma oportunidade para a troca de conhecimento entre os criadores, adquirir novas tecnologias. Após participar pela primeira vez da Expovale, faço questão de estar presente todos os anos”, afirmou.

A atividade caprina e ovina movimenta no Vale do São Francisco mais de R$ 228 milhões durante o ano, gerando emprego e renda para inúmeras famílias e impulsionando a economia local. Dentre os estados do Nordeste, a Bahia é o que possui o maior rebanho de caprinos, cerca de 4,1 milhões de cabeças, correspondentes a 42,2% do total nordestino e 39% do efetivo nacional.

O criador Gildate Magalhães do município de Limoeiro/ Pernambuco, pretende alcançar recorde em vendas durante o evento. “Já participei de outras edições da Expovale, mas essa é a primeira vez que comercializo animais do meu rebanho, estou animado e com grandes expectativas de vendas”, afirmou.

Segundo o diretor técnico da ACCOSSF Zilton Alves, a atividade tem ampliado o setor econômico e social da região. “A Expovale sempre buscou resgatar a importância da caprinovinocultura em nossa região, com genética de qualidade, melhoramento do rebanho, adesão de novas tecnologias e maior interação entre todos os atores da cadeia. Essa é a maior exposição especializada do Brasil, uma grande feira de negócios”, declarou.

Já o secretário de Agricultura de Juazeiro, Jorge Cerqueira avaliou positivamente o evento. “Estamos com uma grande participação popular, a presença de diversos estados do Nordeste e produtores de todo o país. O nosso foco maior esse ano são as inovações, a exemplo do torneio leiteiro, a nordestina aglo nubiana e os leilões que acontecem hoje (20) e amanhã à noite (21). A cada ano a Expovale tem crescido e nós da organização buscamos sempre incrementar novidades para que a exposição ganhe cada vez mais novos espaços”, frisou.

ASCOM SEAPA – Prefeitura de Juazeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.