Mulher é detida após dizer que “não queria ser atendida por negros” em delicatessen da Pituba

Mulher é detida após dizer que “não queria ser atendida por negros” em delicatessen da Pituba

Uma mulher não identificada foi detida por policiais da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), neste sábado (6), após ser acusada de cometer um ato de racismo dentro da delicatessen Bonjour, no bairro da Pituba, em Salvador. Segundo assessoria de comunicação do estabelecimento, a suspeita declarou no setor de buffet que “não queria ser atendida por funcionários negros”.

Ainda de acordo com a assessoria da Bonjour, outra cliente ficou incomodada com a atitude da mulher e acionou a polícia, que deteve a suspeita e a conduziu a delegacia da região. Em nota, o estabelecimento também declarou sua reprovação ao racismo e o apoio aos funcionários negros. Leia a nota.

“Reforçamos nossa extrema ojeriza a qualquer tipo de atitude preconceituosa. Há mais de 10 anos, desde a sua inauguração, que o staff da Bonjour é formado, em sua grande maioria, de trabalhadores negros – dos quais a Bonjour tem muito orgulho em tê-los em sua equipe. Repudiamos a atitude e esperamos que a mesma não se repita: seja ela em qualquer outra circunstância”.

Bahia Notícias

2 Comentários


  1. Bem feito! Será que ela vai ter a mesma audácia na frente do Delegado?

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.