Candidatos acusam fraude e favorecimento no Processo Seletivo da Saúde em Juazeiro

Candidatos acusam fraude e favorecimento no Processo Seletivo da Saúde em Juazeiro

Após publicação no Diário Oficial da Prefeitura de Juazeiro, desta quinta-feira (09/09/2021) com o resultado final do Processo seletivo para preenchimento de vagas existentes no quadro de servidores da Secretaria de Saúde, o Portal Preto No Branco tem recebido alguns questionamentos sobre possíveis falhas no cumprimento do edital.

Através de uma carta enviada a nossa redação, o grupo que se intitula “cidadãos de Juazeiro, questionou a transparência e execução do edital do Processo Seletivo, apontando supostas irregularidades e pedindo “um posicionamento da prefeitura. O grupo informou que, “na falta de resposta, os direitos serão buscados e apresentaremos essas questões ao Ministério Público”.

Reveja:

“Cidadãos de Juazeiro” apontam falhas e questionam Processo Seletivo da Saúde em Juazeiro: “Cadê a transparência e a execução dos itens do edital?”

 

Nesta tarde, fomos procurados por uma participante do certame público, que pediu para não ser identificada, reforçando os questionamentos e acusando o processo de fraudulento e de favorecer a alguns candidatos que não preenchiam os requisitos.

Indignada, a candidata assim se manifestou: “Venho por meio deste informar minha indignação sobre o processo seletivo da Secretaria de Saúde realizado pela Prefeitura de Juazeiro. Vários candidatos de demais categorias estão realmente insatisfeitos com o resultado final, devido às falhas na pontuação, sendo estas por falta de atenção da comissão julgadora ou por favorecimento para alguns candidatos.

Foi observado que, na categoria de nível superior e médio candidatos sem experiência estão com pontuação bem acima dos candidatos com experiência, e que até alguns candidatos estão concorrendo a determinada vaga e apresentaram experiência profissional de outra função e a pontuação foi acrescida, o que caracteriza-se como irregularidade inclusive, pois no edital diz bem claro sobre isso.

Ela pede a intervenção do Ministério Público na apuração das denúncias.

“Percebe-se que houve fraude nos critérios de avaliação do processo seletivo, razão pela qual requer intervenção do Ministério Público para fins de fiscalizar o cumprimento do devido processo legal e determinar a administração a revisão do processo administrativo para serem refeitas as avaliações, que de preferência seja por uma comissão externa, vinculando-se aos critérios do edital e da lei, não apenas de nós, mas de todos os prejudicados que pelo que vejo foi uma grande parcela dos candidatos. Outro ponto importante foi a violação da cláusula 11.1.10 do edital e o art.10, lll da lei municipal n° 2.017/2009 que prevê que, àqueles que têm menos de 3 meses da desvinculação com administração municipal ou que estejam com contratos ativos não poderiam participar do processo seletivo, contudo, observou-se que inúmeras pessoas que não atendiam a ambos requisitos participaram e ficaram na lista de classificados.

Estamos encaminhando os questionamentos para a assessoria da Prefeitura de Juazeiro, e também para o Ministério Público da Bahia.

Da Redação

1 comentário


  1. Vê-se q a pessoa em questão não leu bem o edital, quem já está com vínculo com a sesau pode participar porém ao ser chamado não poderá assumir pois precisa estar há 3 meses sem vínculo com a secretaria, outra coisa, o fato de não ter experiência não exclui o candidato de ter pontuação. Cursos de extensão, qualificação, pós graduação ou até mesmo pessoas de nível médio q tenham cursos TB contava como pontuação.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.