Aprovado piso salarial para enfermagem, pela CCJ da Câmara; texto segue para análise da comissão especial

Aprovado piso salarial para enfermagem, pela CCJ da Câmara; texto segue para análise da comissão especial

Aprovado o texto da Proposta de Emenda à Constituição 11/2022, que dá segurança jurídica ao piso salarial nacional de enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras.

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou o texto, em uma votação, ocorrida de maneira simbólica, que só não foi unânime porque o partido Novo divergiu da proposta.

O deputado Bilac Pinto (União Brasil-MG) afirmou que a comissão especial deve definir qual será a fonte de custeio desse piso salarial. “Nós somos a favor, mas não podemos botar essa conta somente para as prefeituras e para os hospitais”, disse.

A matéria foi proposta após senadores e deputados aprovarem o PL 2.564/2020, de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES), que prevê piso mínimo inicial para enfermeiros no valor de R$ 4.750. Pela proposta, esta será a remuneração mínima a ser paga nacionalmente por serviços de saúde públicos e privados. No caso dos demais profissionais, o texto fixa 70% do piso nacional dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem e 50% para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

Agora, o texto segue para a comissão especial, que deverá discutir a PEC antes de sua apreciação em plenário.

Redação PNB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.