Hamilton Mourão reage a vídeo que encena atentado contra Jair Bolsonaro

Hamilton Mourão reage a vídeo que encena atentado contra Jair Bolsonaro

O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) reagiu ao vídeo que mostra uma encenação de um atentado contra um personagem que estaria representando o presidente Bolsonaro (PL) e que vem sendo amplamente divulgado em perfis que apoiam o mandatário.

“Repudio veemente qualquer ato que possa estimular a violência a quem quer que seja. Está circulando nas redes um “filme” que demonstra o suposto assassinato do nosso presidente. Isso não é arte! Isso é um ato imoral à Nação e ao Governo Federal”, escreveu Hamilton Mourão no Twitter, também no sábado.

Ao longo deste sábado (16),apoiadores do presidente criticaram a cena fictícia, afirmando que se trata de um incentivo à violência contra Bolsonaro.

Porém, de acordo com o site O Antagonista, a cena faz parte do filme “A Fúria”. De acordo com a produção do longa, o trecho foi divulgado sem autorização e tirada de contexto. O filme, do cineasta Ruy Guerra, será lançado em 2023.

“Circula na internet uma imagem captada sem autorização de uma filmagem à qual atribui-se suposto, e infundado, discurso de ódio. Ruy Guerra filmou um longa-metragem de ficção que será lançado no final de 2023, portanto não há qualquer relação com o processo eleitoral e, muito menos, forjar fake news simulando um fato real”, diz a nota da produção.

“O fato ilegal neste caso é a divulgação de uma cena retirada do contexto da história que será contada. Esclarecidos estes fatos, o diretor Ruy Guerra avisa que só fala de seu filme quando estiver pronto, como ele sempre faz”, completa a nota.

BNews

1 comentário


  1. Isso só pode ser coisa da esquerda bandida, se fosse o contrário, estavam tudo doido. Esquerda apoiada pelo PCC. Só quem é lixo que apoia um partido destes.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.