Defesa do ator José Dumont recorre após ter pedido de habeas corpus negado

Defesa do ator José Dumont recorre após ter pedido de habeas corpus negado

A Justiça do Rio de Janeiro negou pedido de habeas corpus do ator José Dumont, preso na última quinta-feira (15/9), acusado de estuprar uma criança de 12 anos e armazenar conteúdo de pornografia infantil. Os advogados de Dumont queriam que ele pudesse responder aos crimes em liberdade após o pagamento de uma fiança de R$ 40 mil. Segundo o Notícias da TV, a defesa de Dumont já recorreu da decisão da Justiça.

Conforme foi noticiado pelo Metrópoles, os advogados alegaram no pedido de habeas corpus que o ator se considera padrinho da criança de 12 anos da qual é acusado de abusar sexualmente. Eles relatam na peça processual que o cliente conhece os pais da criança há mais de um ano, razão pela qual passou a ajudar a família com presentes e dinheiro.

Dumont foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Rio de Janeiro na última quinta-feira (15/9) por armazenamento de pornografia infantil. Após a prisão do ator, a coluna Na Mira revelou que ele é acusado de abusar de um garoto de 12 anos.

De acordo com a investigação, Dumont teria se aproveitado do prestígio e reconhecimento como ator para atrair a atenção do adolescente, que era seu fã. A polícia aponta ainda que o artista desenvolveu relacionamento próximo com o menino valendo-se da vulnerabilidade financeira da vítima. As investidas, como beijos na boca e carícias íntimas, acabaram sendo captadas por câmeras de vigilância.

No pedido de habeas corpus, os advogados afirmam que o garoto acompanhava Dumont de forma usual até a portaria de seu prédio e que ambos se despediam com beijos e abraços, tudo “sem qualquer conotação sexual”.

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.