Após denúncia do PNB, Secretaria de Saúde de Juazeiro diz que pretende ampliar frota de veículos do TFD

Através de nota, a Secretaria Municipal da Saúde (Sesau) de Juazeiro se manifestou sobre a denúncia publicada ontem (5) no portal Preto no Branco. De acordo com a leitora Tatiane Melo, usuários do programa Tratamento Fora do Domicílio (TFD) estão enfrentando dificuldades em garantir o acesso ao serviço.

Segundo ela, sua mãe, que está em tratamento na capital do estado contra um Tremor Essencial, distúrbio do sistema nervoso que causa agitação rítmica, estava com viagem marcada para esta quarta-feira (5), pois tinha consulta agendada para hoje (6) com reumatologista, e amanhã (7) com nutricionista e geriatra.

“Quando ela foi pegar a passagem, disseram que não poderiam liberar, pois já não havia mais vaga no transporte”, relatou Tatiane. As consultas foram agendadas em outubro e passadas para a Secretaria de Saúde para que as passagens fossem marcadas previamente, disse a leitora.

“O programa possui três ônibus. Em alguns dias da semana viajam dois e em outros viaja apenas um. Mas, normalmente, às quartas-feiras e aos domingos, eles sempre disponibilizam dois transportes, diferente de hoje que viajou apenas um, por isso o número de pacientes foi reduzido. Isso é um absurdo, não tiveram nem a consideração de nos avisar com antecedência, assim como também não informaram a clínica que a paciente está impossibilitada de comparecer as consultas, nós que tivemos que entrar em contato”, acrescentou.

Tatiane declarou ainda que outros usuários estão passando pela mesma situação.

Em nota, a Sesau de Juazeiro confirmou que ontem (5), apenas um veículo seguiu viagem para Salvador com os pacientes do TFD e disse ainda que “a própria paciente se dispôs a ligar e reagendar com a clínica onde faz acompanhamento multiprofissional e mostrou compreender a situação quando explicado o caso”.

A secretária informou que entende a situação dos pacientes, mas justificou que com o crescente número de casos que necessitam de atendimento oncológico ou estão com cirurgias marcadas, estes estão tendo prioridade nas viagens.

“A Secretaria de Saúde aguarda ansiosa a finalização e inauguração da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) e da Policlínica Regional, o que vai diminuir consideravelmente os TFDs. Até lá, a gestão está vendo a possibilidade de ampliar a frota de veículos para que possa suprir as necessidades dos pacientes que precisam do atendimento na capital”, finaliza a nota da Sesau.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.